domingo, 6 de novembro de 2011

Hotelaria e Coaching – Uma Grande Parceria



O cenário nunca esteve tão favorável ao crescimento do setor hoteleiro no Brasil. A realização de dois megaeventos, que devem multiplicar por dois a demanda nos próximos cinco anos, gera negócios e lança enormes desafios, em termos que qualidade e, consequentemente da imagem do setor nos mercados internacionais.
Para atender o fluxo de turistas para os dois eventos, o setor hoteleiro aposta na modernização do ambiente de TI para aprimorar suas operações e melhor a qualidade do atendimento. A preocupação vai além da ampliação e atualização da infraestrutura. Hoje, é preciso estar preparado para receber o cliente “plugado”, que incorporou definitivamente os dispositivos móveis ao seu cotidiano, é adepto das redes sociais e quer acesso à internet de qualquer lugar e com qualidade. Oferecer mobilidade no pacote é um diferencial atraente no segmento.

Mais do que o investimento em novas tecnologias – que também não pode ser subestimado diante do mercado globalizado –, o “algo a mais” fica por conta da excelência no atendimento. Lembrando que o atendimento na linha de frente é o cartão-postal, o primeiro lugar a que o hóspede se dirige.
Se antes procuravam pessoas que tivessem muita experiência na área, hoje priorizam o profissional que tenha atitude para trabalhar em equipe, para servir e colaborar sempre. Mais do que “vestir a camisa” do hotel, essa pessoa tem de manter um compromisso maior no atendimento às pessoas. O funcionário da linha de frente deve estar pronto para improvisar, criar, surpreender, assumir riscos e responsabilidades, visando a excelência na prestação do serviço, que envolve relação humana, erros e imprevistos.

Por isso procuram atitude, e não apenas a experiência. Ou seja, profissionais para quem o trabalho traz realmente grande satisfação. Pessoas que tenham a clareza de seus ideais, a propriedade de suas escolhas.
Não basta apenas treinar essas pessoas, mas sim proporcionar um mergulho em si que permita entrar em contato e trabalhar com esses potenciais, só assim poderão estabelecer seus focos e seus objetivos e por consequência alcançar a excelência naquilo que fazem.

Neste ponto os desafios da hotelaria podem encontrar as ferramentas do coaching e transpor obstáculos da constituição humana muito mais amplas que as questões impostas pelas infraestruturas atuais.

A SC Coaching “antenada” com as novidades, está pronta para atender essas exigências do mercado!

Roberta Marin Passos
Psicóloga e Coach
Equipe SC Coaching

6 comentários:

  1. Adorei o texto. Trabalho na rede hoteleira e concordo com todas as informações acima. Tenho gostado muito de ler as matérias que escrevem e as reflexões. Att. Lorena

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde SC Coaching. Entendo o trabalho de Coaching como um treinamento em nível elevado. Li uma reportagem recente que questionava todas as práticas usadas nos últimos 100 anos por Psicoterapeutas, Psicanalistas, Psiquiatras, terapeutas Holísticos etc no entanto as únicas com eficácia comprovada são as ferramentas comportamentais das quais o Coaching se apropria enquanto técnica e metodologia. Para mim, que sou engenheiro e racional é um fator importante na credibilidade do processo. Acredito que a Psicoterapia também precisa evoluir e criar outras ferramentas de trabalho. Parabéns pela iniciativa. Henrique Martins

    ResponderExcluir
  3. Oi Lorena:
    Que bom que você gostou, esse retorno é um termômetro para nosso trabalho. Obrigada por essa parceria!!!!
    Um grande abraço
    Roberta Marin Passos

    ResponderExcluir
  4. Oi Henrique, o coaching é mais que um treinamento, ele agrega técnica com aspectos subjetivos. Na SC Coaching os aspectos subjetivos ainda são mais trabalhados, pois nossa equipe é toda formada por psicólogos, que estão habilitados para oferecer maior suporte à essas questões que só poderiam ser trabalhadas em terapia. Assim, podemos oferecer as ferramentas do coaching e os benefícios da terapia em períodos de 8 a 12 sessões.
    Obrigada!
    Roberta Marin Passos

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde Roberta!! Quais seriam estes aspectos subjetivos?! Não ficou claro para mim. Att. Henrique

    ResponderExcluir
  6. Oi Henrique, os aspectos subjetivos são os entraves, as crenças que muitas vezes nos fazem repetir comportamentos limitantes durante a vida.
    Abraço
    Roberta Marin Passos
    Psicóloga e Coach
    Equipe SC Coaching

    ResponderExcluir

Seja mais um seguidor da SC Coaching no Facebook.